Material da Frente Popular é furtado em Camaragibe

Jurídico da campanha acionará a Polícia Federal e o MPE para a apuração do caso
Seis homens foram presos em flagrante, na madrugada desta quarta-feira (24), em Camaragibe, pelo furto de cerca de 200 bases de concreto que sustentavam bandeiras da Frente Popular no município da Região Metropolitana do Recife (RMR). O material estava sendo transportado em caminhão de placa KIM-4416, que recebeu adesivos da campanha de Paulo Câmara (PSB) para que o crime passasse despercebido.
A coordenação jurídica da Frente Popular acionará a Polícia Federal e o Ministério Público Eleitoral (MPE) para a apuração do caso, que possui clara caracterização eleitoral. "É preciso esclarecer quem foi o responsável por esse crime; um delito eleitoral que precisa ser observado com cuidado por quem realmente tem a competência para o caso", ressaltou o coordenador Jurídico, Carlos Neves Filho.
Sem os suportes de bandeira, a Frente Popular ficou impedida de realizar a divulgação da campanha em Camaragibe. Um ataque ao direito democrático estabelecido pela Legislação Eleitoral. "Não podemos deixar que fatos como esses se repitam", destacou Carlos.
Os meliantes serão encaminhados ao Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (COTEL) e responderão pelo crime de furto qualificado, podendo cumprir, sem direito à fiança, pena de um ano e quatro meses de prisão. O inquérito será conduzido pela delegada da Polícia Civil, Euricélia Batista.
Crédito: Aluísio Moreira.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Confira o resultado...

"Tente a sua sorte! A vida é feita de oportunidades. O homem que vai mais longe é quase sempre aquele que tem coragem de arriscar."
Dale Carnegie